quarta-feira, 28 de fevereiro de 2007

Mais cotidiano, aí.

Não, já é quarta feira e eu ainda não descobri qual o melhor caminho para ir da minha casa à minha faculdade. Suponho que eu ainda vou apanhar muito pra conseguir descobrir. Ainda preciso de um carro.

A parte boa de tudo isso é que hoje foi minha última chance de chegar atrasado. Amanhã acabam-se as palestras quase interessantes e parece que começam as aulas de verdade. Parece, eu disse.

Chega de explicações. Aposto que você veio aqui pra ler como eu se ferrei no dia de ontem e de quebra ver como eu estava errado pensando que poderia usar meu bilhete de Ponte Orca na Vila Madalena. Delicie-se.

Ontem, novamente, saí todo disposto pra chegar na USP em um horário decente. É óbvio que não consegui, não é?

A intenção inicial era pegar uma palestra sobre, acredito eu, as diferenças entre o curso de Bacharelado e o de Licenciatura mas, como o caminho "de metrô até a Vila Madalena, atravessar a ponte à pé e pegar o Circular" demorou mais do que o previsto, consegui ouvir só um pedacinho, quando o palestrante disse "então, turma, alguma pergunta?". Me sentindo totalmente perdido, resolvi não perguntar nada que ele pudesse ter explicado durante o tempo que eu ainda não tinha chegado no auditório. E achei melhor não perguntar o que ele estava achando do BBB7 e da saída da Irislene porque eu senti que uma palestra sobre os cursos de Bacharelado e Licenciatura não era o local apropriado para se perguntar qualquer coisa que não dissesse respeito a esse tema. Resumindo, fiquei lá, sentado, fingindo que ouvia, com cara de conteúdo.

Image Hosted by ImageShack.us

Depois dessa palestra rolou alguma coisa sobre a biblioteca e sobre como ela era boa e sobre como eu podia ter acesso ao índice do acervo pela internet e depois uma outra sobre Linux e sobre como ele é bom e sobre como o windows é um lixo. Sempre que eu ouço coisas desse tipo fico com vontade de instalar e usar Linux aqui no meu computador mas... a preguiça de aprender é demais. E quase nenhum dos meus joguinhos de windows roda no linux sem que eu faça um trabalho intelectual imensíssimo. Por isso, minha opção é windows, mesmo. E o Windows XP, porque duvido que aquele "Windows Vista, UAU!" fique estável antes da copa da África do Sul.

Enfim...

Pra voltar pra casa foi ainda pior. A palestra de Linux foi bastante longa e só saí do auditório por volta das 11 horas. Esperei um ônibus genérico, com medo de não ter nenhum passando àquela hora. Passou um para a Vila Madalena. Fui até lá, peguei metrô, cheguei em casa. À 1 da manhã. Maravilha, né?

Divago.

Hoje, a parte ruim foi não poder usar meu bilhete de ponte orca, como eu tinha feito antes. O rapaz não quis me deixar entrar porque o bilhete marcava 17:03 e eu estava entrando na fila às 18:20. Que merda. Tive que optar por outro caminho. E pagar mais uma passagem, de ônibus, desta vez. Merda.

Depois disso tudo correu mais tranquilamente. Nada realmente importante na USP, também. Palestra chata sobre Mulheres, Feminismo, Revolução e Repressão... ou quaisquer outras palavras relacionadas a isso, como Comunismo, Stalinismo, Guerra Fria, Auschwitz, Liberdade, Igualdade, Fraternidade, Terrorismo, Populismo, 21 de Setembro, A vinda da Família Real para o Brasil, Colonialismo, Imperialismo, Metalismo, Feudalismo, Direitos Femininos e muitas daquelas baboseiras que você, eventualmente, ouve numa aula de história e não sabe como diabos saber o que aconteceu no Século XII pode realmente ser útil para combater o preconceito ao redor do mundo.

Eu sutilmente deixei cada palavra daquele sublime evento passar tranquilamente por cada um dos meus ouvidos, sem, no entanto, deixar que meu cérebro se preocupasse com elas. Enquanto meus ouvidos ouviam tudo o que era dito ali, meu cérebro vagava alegremente pensando sobre a namorada, o novo livro do harry potter, a minha aldeia de travian, kung fu, senhor dos anéis, RPG, auto escola, handebol e diversos outros campos simples da imaginação, como dias ensolarados e cachoeiras bonitas que não vemos com frequência na Capital de São Paulo.

Depois disso voltei pra casa de acordo com o roteiro que eu planejava seguir, a princípio. PQ D. Pedro II e depois, qualquer ônibus que fosse Radial Leste afora.

Acabou.

Novamente, espero que a leitura tenha sido bacanética. :D

2 comentários:

*Thais Aux* disse...

Uaaau, que fantástico post! Pena que tô com sono... mas adorei a cara de conteúdo!!!! E pra que saber a diferença entre bacharelado e licenciatura se agora já é tarde demais pra mudar de idéia?????

E em SP os caminhos são mesmo tortuosos... ahhaahhaahhaahhahaha

E eu ainda uso windows, e vou usar pra sempre, espero!

E eu tiamooooooooooooooooo!

/kis/muak

Thazinha^^

bianca queiroz disse...

oi!
como apaguei meu blog no blogger.com (porque era muitooo lento), fiz um por aqui :D
como estao as coisas?
até.